Europa

Fuga para Roma: Abordagem

Pin
Send
Share
Send


Meses atrás, decidi dar um fim de semana ao meu pai em Roma, é claro, como guia dele. Foi a primeira vez que meus pais deixaram o país por via aérea, então eu queria que fosse algo especial.

Roma pode ser alcançada por via aérea com várias empresas de baixo custo. Entre elas

Clickair e Vueling. Com tempo e várias ofertas, você pode encontrar uma passagem para 60 euros de ida e volta. Ambos chegam ao aeroporto de Fiumicino, que é o principal aeroporto da cidade. Outra empresa de baixo custo que voa para Roma é a Ryanair, embora deixe Girona e chegue ao aeroporto de Ciampino.

Para ir do aeroporto de Roma ao centro, você pode ir de trem ou táxi. De trem, há o Leonardo Express, que é um trem direto para a estação Termini. Demora cerca de 30 minutos e o preço é de 11 euros em cada sentido. Há também um trem que não é direto e faz várias paradas, a FM1, embora isso não vá para Termini. Outra opção se vários viajam, como no nosso caso, é pegar um táxi. A tarifa do táxi é estabelecida e um táxi do aeroporto de Fiumicino para Roma (não importa o ponto da cidade) custa 40 euros. Também vale a pena perguntar ao taxista por que o preço sai caso você encontre alguém que queira enganar o guiri sem noção.

Obviamente, a acomodação era algo que eu olhava com carinho especial, já que não queria arriscar e enfiar meus pais em qualquer faca. A primeira coisa que me surpreendeu negativamente foi que dormir em Roma era muito caro. As duas vezes que estive antes foram em agosto e encontrei hotéis por cerca de 50 a 60 euros. Desta vez, não consegui encontrar nada decente por menos de 100 euros. Como não havia hotel para me convencer, porque os preços eram caros ou porque a localização não era muito central, optei por um Bed & Breakfast recomendado no fórum de

Vídeo: PERSEGUIÇÃO, COLISÃO E TIROS! Fuga da GM com Hilux roubada. (Setembro 2020).

Pin
Send
Share
Send