Europa

Dia 2: San Sebastián by Gloria

Pin
Send
Share
Send


O dia começou com o café da manhã oferecido pelo albergue. Com duas torradas, já tive o suficiente.

Saímos para a rua em busca da praia de La Concha. Atravessamos a ponte de Zurriola e caminhamos pela avenida Boulevard. No final desta avenida, fica o prédio da prefeitura à esquerda e um excelente ponto de vista da Baía de San Sebastián.

Kursaal

A rota planejada para o sábado era atravessar a praia de La Concha até a escultura de Chillida, o Peine del Viento, e depois pegar o funicular até o Monte Igeldo.

À primeira vista, parecia uma pequena praia. No entanto, ao viajar, parece que nunca acaba. Era um sol radiante e um calor que começou a se contrair. Os edifícios que fazem fronteira com a baía são, em grande parte, imponentes, legados da época da rainha Maria Cristina como rainha regente. A baía é protegida pelas montanhas Igeldo e Urgull. No meio, a ilha de Santa Clara os separa. A baía é formada pelas praias de La Concha e Ondarrieta.

Entre os dois está o Monte Miramar, onde fica o palácio de mesmo nome, construído pela rainha Maria Cristina de Habsburgo. Do parque, existem vistas muito bonitas das duas praias.

Seguindo a rota planejada, vamos para a praia de Ondarrieta, menor e mais familiar. Ao chegar ao fim, há um pequeno caminho que leva à escultura de Eduardo Chillida, o Peine del Viento. Tivemos a sorte de não haver muitas pessoas para tirar algumas fotos.

Voltamos pelo mesmo caminho e fomos atrás da praia de Ondarrieta, onde fica a estação do funicular. Para nós de Barcelona, ​​poderíamos compará-lo com o funicular Tibidabo, mas este é mais antigo e todo feito de madeira. Hoje, o Monte Igeldo é visitado por suas vistas espetaculares de San Sebastian e pelo parque de diversões para crianças kitsch devido à idade de suas instalações.

Quando descemos, fomos à praça Alfonso XII para pegar um ônibus e evitar o caminho de volta a pé. Descemos na Plaza del Buen Pastor, onde fica a Catedral de Buen Pastor. Caminhando, caminhando, chegamos à "parte antiga" e decidimos comer na Plaza de la Constitución.

Nesta praça, cada varanda tem um número. Isso lembra as touradas que ocorreram neste lugar. Nós comemos na taverna Astaelena. Eles têm um terraço na própria praça, embora se você quiser comer pintxos, você deve pedir dentro e depois levá-lo para o terraço. Pedimos um espeto de carne, croquete de presunto, bolinho de carne, bacalhau, crepe de salmão acompanhado por uma bengala e um txakoli. No total, 10 € por pessoa.

Pin
Send
Share
Send