América

Viajar para o México Guia de viagem de 16 dias pelo sul do país

Pin
Send
Share
Send


Para terminar as histórias de Viagem de 16 dias pelo sul do México, Gostaria de fazer um breve resumo com informações para todos aqueles que estão pensando em ir e para que aqueles que nunca tiveram interesse neste país o incentivem e o visitem.

Viagem de 15 dias pelo sul do México

Dia 1: Chegada em Cancun (noite em Cancun)
Dia 2: Cenote Ik-kil e as cavernas de Balankanché (noite em Chichen Itza)
Dia 3: Chichen Itza e Mérida (noite em Mérida)
Dia 4: Uxmal e Celestún (ônibus noturno até Palenque)
Dia 5: Palenque, Misol Ha e Agua azul (noite em Palenque)
Dia 6: Yaxchilan e Bonampak (noite em Palenque)
Dia 7 e 8: San Cristóbal de las Casas (noite em San Cristóbal)
Dia 9: San Juan Chamula e Zinacantán (noite em San Cristóbal)
Dia 10: Sumidero Canyon e Chiapa del Corzo (noite em San Cristóbal)
Dia 11: San Cristóbal de las Casas (ônibus noturno até Tulum)
Dia 12: Tulum (noite de Tulum)
Dia 13: Valladolid e Ek-Balam (noite em Tulum)
Dia 14: Ruínas de Tulum e o Grande Cenote (noite em Tulum)
Dia 15: Playa del Carmen (noite em Playa del Carmen)
Dia 16: De volta para casa.

Vacinação

Não existe vacina obrigatória, mas é essencial ter o básico atualizado: tétano, tifo, hepatite A + B. Na fronteira com a Guatemala, encontramos vários anúncios para conscientizar o público sobre a dengue, embora eles tenham me dito no centro de vacinação que ela foi erradicada. Para combater as picadas de mosquito, é melhor usar mangas e calças compridas ou usar repelente. Para qualquer dúvida, entre em contato com o centro internacional de vacinação mais próximo.

Electrolit, para recuperar eletrólitos em caso de diarréia

Dinheiro

O A moeda oficial do México é o peso, mais ou menos 10 pesos custam 0,60 €. Dólares, especialmente na Riviera Maya, também são aceitos. Mesmo assim, é mais caro pagar em moeda estrangeira, pois o arredondamento é um pouco confuso. Carregamos dinheiro em euros e trocamos moedas por lá. A mudança não é muito boa, especialmente no aeroporto de Cancun, então, no final, em vez de trocar os euros, acabamos recebendo dinheiro dos caixas eletrônicos, conforme precisávamos. Não há problema em encontrar caixas eletrônicos, em todas as cidades não encontramos problema.

Como se deslocar no México de transporte público

O México tem um muito boa rede de ônibus e esse é basicamente o único meio de transporte a circular pelo país, já que a rede ferroviária é quase inexistente. Existem ônibus de segunda classe, primeiro, de luxo e de luxo e, dependendo da rota, vale a pena gastar um pouco mais para obter algum conforto. ADO é a principal empresa. Meu único conselho é que, em viagens noturnas, você use um cobertor de viagem e um velo, porque o ar condicionado é muito forte e a pessoa congela.

Outra opção é alugar um carro. As estradas não são ruins para as áreas em que viajamos, embora seja aconselhável não dirigir à noite, porque são muito mal iluminadas e você pode encontrar pessoas andando na estrada ou de bicicleta no meio da noite, motoristas bêbados e carros sem iluminação traseira. Alugar um carro na Riviera Maya é bastante caro (cerca de 800 pesos por dia). Minha recomendação é que, se você quiser alugar um, é melhor fazê-lo em Yucatán, onde você pode encontrar carros alugados por 200 pesos por dia. Embora apenas duas viagens, o ônibus, na minha opinião, ainda seja o melhor método.

Outra opção é o avião. A Mexicana tem vôos internos no México, mas o problema é que a maioria das rotas faz escalas no México D.F. e também este mês apresentou suspensão de pagamentos.

Para circular pelas cidades, usamos ônibus (vans de transporte público) que costumavam sair por cerca de 10 pesos por pessoa (0,60 €) ou táxis, se não houvesse ônibus. Acima de tudo, sempre que você usa um táxi, você deve concordar ou pechinchar o preço primeiro, para não se surpreender mais tarde.

Para fazer as excursões, costumávamos contratar transporte nos hotéis em que estávamos. Os preços eram bastante apertados e o tempo era muito útil, pois em quais áreas do país não há ônibus a cada hora.

Hotéis no México

Mais uma vez, reservamos os hotéis levando em consideração as avaliações do TripAdvisor e não falhamos. Ficamos em albergues, hotéis da cidade, B & B, cabanas na selva e hotéis de praia. Tudo muito bem e com preços muito acessíveis: a média que pagamos foi de 40/50 euros por noite (exceto o hotel de Tulum, que era muito mais caro), mas se houver um orçamento mais limitado, tanto em Yucatan quanto em Chiapas Você pode encontrar quartos muito decentes por menos dinheiro.

Quetzal Hostel. Nossa primeira noite foi passada neste albergue em Cancun que fica a 10 minutos a pé da estação de ônibus. Muito básico e um pouco gasto. Pagamos cerca de 50 euros por um quarto duplo com café da manhã e jantar. No dia seguinte, não havia água para tomar banho e o caminhão-tanque só chegou às 8h.

Hotel Dolores Alba Chichen Itza. Este hotel é muito bom, tem uma piscina que não usamos porque fica a poucos metros da praia. Cenote Ik-kil. O quarto possui duas camas de casal e um banheiro. Talvez o banheiro estivesse um pouco empoeirado, mas não estava sujo. Por 600 pesos (36 euros), inclui café da manhã, mas não traslados para as ruínas que ficam a alguns quilômetros de distância.

Hotel Luz em Yucatán. Esta antiga casa colonial dois estábulos de centro histórico de Mérida nós amamos isso O quarto e o banheiro totalmente novos e todas as instalações mantidas nos mínimos detalhes. Destacar a piscina que, com o calor que estava lá, era uma salvação. Os 50 dólares por noite não incluem café da manhã.

Pin
Send
Share
Send