América

#Startrip: As ruínas de Tulum e o Grand Paradise Hotel

Pin
Send
Share
Send


Você sabia que as ruínas de Tulum são as mais visitadas no México? Quando o guia explicou, fiquei muito surpreso que essas pequenas ruínas estivessem à frente das de Uxmal, de Teotihuacán ou do mesmo Chichen Itza. A resposta foi simples: eles são os que estão mais próximos do porto de cruzeiros de Cancun, ideais para visitar em uma excursão ao meio-dia.

Naquela manhã, compartilhei o café da manhã com David de Yorokobu no Restaurante La Marina O hotel Iberostar Paraíso Maya, que além de um amplo buffet, oferece um menu de café da manhã muito bom. Para começar bem o dia, tomei waffles com frutas e salsichas.

Dentro de uma hora do hotel, você encontrará o Ruínas maias de Tulum, naquele ano passado tive a oportunidade de me encontrar no final do meu viagem pelo sul do México. Como eu disse, arquitetonicamente falando, são algumas das ruínas menores do país, embora a paisagem seja uma das mais bonitas próximas às de Yaxchilan, pois estão à beira-mar e têm uma pequena enseada onde você pode tomar um banho enquanto contempla a vista das ruínas.

Ruínas de Tulum elas foram construídas durante o período pós-clássico do império maia, entre 1200 e 1450. De fato, quando os espanhóis chegaram às margens de Tulum em 1518, ela ainda era habitada e a cidade era conhecida pelo nome de Zamá.

A van nos deixou no estacionamento das ruínas. Havia dezenas de lojas de souvenirs e de lá surgiu um pequeno trem que o leva à entrada das ruínas e que deve ser pago separadamente se você quiser salvar a caminhada de um quilômetro. Se você for de graça, é melhor entrar pela entrada sul, pois essa entrada o deixa praticamente ao lado da bilheteria das ruínas e você pode salvar o trenzinho e as lojas.

Os habitantes de Zamá foram os mais práticos, as construções eram de baixa estatura, pouca complexidade e de pequenas dimensões. A arquitetura de Tulum teve influências dos vizinhos Chichen Itza e Mayapán, e antigamente os edifícios eram cobertos de estuque e pintados com cores vivas.

A visita a Tulum foi muito interessante, embora eu tenha ficado ausente por um tempo por causa de um problema intestinal. Como apontei, nas ruínas existem apenas banheiros na entrada e levei quase 10 minutos para chegar (embora eu achasse que Moctezuma havia me derrotado novamente, por sorte era um alarme falso, um alerta estomacal para aqueles que eu tenho sofrido ultimamente e que me têm atrasou minha próxima viagem ao Peru).

Pin
Send
Share
Send